Oficina – Uso da Internet para pesquisa

Márcia Silva Madeira

Colégio Salesiano Itajaí, 09/02/2009




Introdução

Na Internet, milhares de informações estão disponíveis, mas o que dá sentido a uma informação acessada é a clareza de por que e para que a buscamos. Pesquisar na Internet nos permite exercitar a capacidade de uso de diferentes tipos de material escrito, mas contextualizar, analisar e classificar essas informações é o que nos garante o acesso ao conhecimento. Para isso, é necessária a mediação do professor.


Enciclopédias, dicionários, livros, websites, bancos de imagens, animações, vídeos... São tantas as informações disponíveis na Internet, em variados formatos e fontes, que não é difícil nos perdermos entre as múltiplas janelas abertas do navegador, em uma espécie de labirinto digital.


Os novos modos de acessar e ler textos em enorme quantidade e codificados em diferentes linguagens tornam-se um grande desafio. Como chegar a algum lugar nesse labirinto? Como estabelecer unidade nesse universo de conexões? Como se apropriar de conhecimento nesse mar de informações?


Para que a pesquisa na Internet faça parte do processo de apropriação do conhecimento pelo aluno, evitando-se o famoso “copiar e colar”, é importante adotar uma metodologia focada no desenvolvimento de habilidades para identificar e selecionar informações relevantes. Essas habilidades envolvem diversos recursos cognitivos, tais como o levantamento de hipóteses, a análise, a comparação e a síntese, e pressupõem a leitura de textos não-lineares, como os hipertextos, e a alfabetização nos códigos das linguagens do ambiente hipermídia.” (Site: Educarede1)


Vamos assistir ao vídeo deste mesmo site, ainda sobre a pesquisa: Vídeo - educarede

Tarefa

Você deverá criar um roteiro de pesquisa para seus alunos, a partir um conteúdo da sua disciplina, utilizando a web como fonte de pesquisa. Ao final do trabalho, esta tarefa será socilizada com os colegas na sala de multimídia.

Sugestão: utilize o processador de textos para seus registros.

Processo

  1. Individualmente, familiarize-se com os sites de busca como o google, altavista, cadê?, etc. Experimente a busca de palavras soltas, expressões completas e outra entre aspas, analisando a diferença nos resultados.

  2. Para o roteiro de pesquisa (você pode se unir a um ou dois colegas de disciplinas afins): Crie uma situação problema dentro do conteúdo que você vai trabalhar com uma de suas turmas este ano. Procure desafiar seus alunos com questões em que seja necessário mobilizar as várias habilidades que você considera importantes, como análise, síntese, estabelecimento de relações etc.

  3. Planeje a forma de socialização desta pesquisa: forma da apresentação, critérios de avaliação, cronograma ou defina os passos de um planejamento cooperativo destes itens.

  4. Pesquise na internet sites para a consulta dos alunos. Dê pistas ou sugestões que você achar interessantes em cada um deles.

Recursos

São vários os sites de busca que você pode utilizar para procurar conteúdos na internet. Os mais conhecidos:


  1. http://www.google.com.br

  2. http://cade.com.br

  3. http://busca.uol.com.br

Mais especificamente relacionados às disciplinas, seguem algumas sugestões:

  1. http://www.educarede.org.br - portal educativo que tem como proposta o uso pedagógico da internet. No canal “ensinar com a internet” você poderá conhecer projetos desenvolvidos por vários professores em todo o Brasil.

  2. http://www.rived.org.brRIVED: Rede Interativa Virtual de Educação – Iniciativa do Governo Federal, traz a possibilidade de pesquisa nas diversas áreas do conhecimento, disponibilizando conteúdos pedagógicos digitais. Destaque para as simulações.

  3. http://dominiopublico.gov.brBoblioteca virtual – sons, imagens, textos e vídeos

Avaliação

Preencha esta ficha fazendo sua auto-avaliação. Faça observações se julgar necessário:


Regular

Bom

Excelente

1. Consegui acessar variados sites aumentando ou aperfeiçoando a minha capacidade de pesquisa




2. Conheci sites ou recursos novos




3. Consegui elaborar uma situação problema desafiadora para meus alunos




4. Solicitei e ofereci ajuda aos colegas




5. Participei da oficina com empenho




Observações:



Conclusão

Vivemos num mundo de predomínio de sons e imagens, onde o “teclar” tornou-se um verbo proferido por pessoas de todas as idades. Não há como negar a importância e necessidade de atualização dos professores neste contexto.

Uma comunidade educativa atuante e envolvida, que se comprometa com a reflexão constante do processo educativo e busca de melhorias, se beneficiará das vantagens advindas da utilização destes recursos. Se, por um lado, muitos dos professores de hoje têm pouca familiaridade ou formação adequada para lidar pedagogicamente com estas “novidades”, por outro, têm experiência em pesquisa, leitura e conhecimento mais específico da área em que lecionam.  Os alunos, ainda que tenham mais prática e tempo para explorar estes recursos, carecem de orientação e capacitação para um uso mais voltado ao estudo, pesquisa e conhecimento, o que deve ser uma responsabilidade assumida pela escola e que pode se tornar uma valiosa experiência de parceria e troca.

E então, vamos nos apropriar mais destes recursos em 2009?







1http://www.educarede.org.br/educa/index.cfm?pg=internet_e_cia.informatica_principal&id_inf_escola=737